5 bons motivos para sua empresa implantar um PGRS

 

Esqueça que o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) de sua empresa só resulta em gastos e trabalho extra, se elaborado, implantado, executado e monitorado da maneira correta ele é uma ferramenta importantíssima na gestão, organização e redução de custos no seu processo produtivo.  

A ECOgreen Consultoria e Assessoria Ambiental elencou 5 das principais vantagens da correta gestão de resíduos sólidos em pequenas, média e grandes empresas. São elas: 

 

1 – Redução de Custos
A elaboração, implantação, execução e monitoramento do PGRS contribui de três maneiras para a redução de custos em uma empresa.

Redução de custos com a destinação de resíduos
A implantação do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) tem como um dos principais objetivos diagnosticar possíveis pontos de geração excessiva de resíduos, propor medidas de redução e orientar a correta segregação dos mesmos, evitando que os resíduos sejam destinados de forma errada o que acarreta diretamente no aumento dos custos de destinação.

 

Redução de custos de Processo (Matéria Prima)
O Monitoramento do PGRS tem por objetivo principal diagnosticar e criar indicadores de desempenho e desperdício de matéria prima ao longo dos processos industriais, contribuindo na identificação de possíveis falhas no processo de sua empresa.

 

Redução dos custos com equipamentos e pessoal
O Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) quando realizado de maneira correta tem por objetivo determinar a quantidade, tamanho, tipo e localização das lixeiras, “containeres” de armazenamento temporário e principalmente a quantidades de profissionais necessários a realização da gestão dos resíduos.

 

2 – Espaço e Organização
Em uma empresa cada tipo de resíduo tem seu volume de geração e método de destinação final (aterro sanitário, tratamento, coprocessamento, aterro industrial, reciclagem, etc.) específicos, podendo alguns tipos de resíduos ficarem na empresa por longos períodos de tempo. O PGRS tem por objetivo determinar a melhor localização para o armazenamento destes resíduos e também a periodicidade ideal para a coleta dos mesmos, contribuindo com a liberação de espaço e organização da empresa.

 

3 – Redução dos Riscos de Acidente e Melhoria da Higiene
A correta gestão dos resíduos sólidos promove a redução dos riscos de acidente do trabalho, uma vez que, para cada tipo de resíduo são determinados métodos de manuseio, EPI’s a serem utilizados, rotas de transporte interno e externo, locais de armazenamento e horários para coleta e destinação. Com relação a higiene, um dos principais fatores associados a execução do PGRS é a redução do mau cheiro e da proliferações de vetores.

Em tempos de surto de dengue cabe nessa ocasião ressaltar que o armazenamento temporário dos resíduos sólidos deve ser realizado em local arejado e coberto, evitando o acúmulo de água da chuva.

 

4 – Redução e Controle dos Impactos Ambientais
A redução da geração de resíduos sólidos, a correta segregação e destinação final dos mesmos contribui diretamente no controle e redução dos impactos ambientais gerados pelas atividades humanas. Alguns dos impactos associados a destinação incorreta dos resíduos sólidos são: proliferação de vetores, contaminação das águas superficiais e subterrâneas, poluição atmosférica, contaminação do solo, etc.

 

5 – Melhoria da Visibilidade da Empresa
A correta gestão dos resíduos sólidos aumenta a credibilidade da empresa perante seus fornecedores e clientes, assim como perante ao órgão fiscalizador, contribuindo desta forma para a agilidade dos processos de renovação da licença ambiental de operação e também reduzindo o risco de multas.